Menu Fechar

É mais embaixo

É mais embaixo

Essa é uma daquelas playlists de coisas muito aleatórias que eu gosto e que, apesar de já ter feito há um tempo, nunca achava uma data pra postar aqui. Resolvi que é hoje. 🙂

São 20 músicas lançadas num período em que o Brasil ainda vivia sob censura ou tinha recém saído dela, mas que ousavam falar de sexo da forma mais explícita possível para tocar no rádio e/ou na televisão daquela época.

Falei de 20 músicas, mas tem uma 21ᵃ: “Concurso de Bicho”, gravação de 2013 que faz parte do álbum “De Normal Bastam os Outros”, da Maria Alcina – que fez muito sucesso com esse tipo de letra na década de 1980.

Apesar de sempre considerar que as letras refletem a época em que foram compostas, evitei músicas que envelheceram mal. Até porque só tem sacanagem legal se todo mundo estiver gostando do mesmo jeito.

O que tem?

Clemilda – Prenda o Tadeu (1985)
Genival Lacerda – Severina Xique Xique (1975)
Maria Alcina – Bacurinha (1980)
Sandro Becker – Julieta (1986)
Clemilda – Forró Cheiroso (1987)
João Gonçalves – Use Álcool (1986)
Zenilton – Milho Cru (1979)
Marinês – Só Gosto de Tudo Grande (1980)
Sandro Becker – O Tico Tico (1988)
Zenilton – O Gato da Rosinha (1983)
Clemilda – Com “Menas Gente” (1992)
Manhoso – O Modo de Usar (Só Capim Canela) (1983)
Maria Alcina – É Mais Embaixo (1980)
Genival Lacerda – Caldinho de Mocotó (1985)
Zé Duarte – Velha Choupana (1986)
Clemilda – Recado pra Zetinha (1987)
Sandro Becker – Briga no Casamento (1986)
Zenilton – Todo Mundo Lá Tem Culpa (1982)
Marinês – Peba na Pimenta (1982)
Luiz Gonzaga – Pagode Russo (1984)

Maria Alcina, Anastácia – Concurso de Bicho (2013)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Charme do mundo

Charme do mundo

A playlist de hoje viaja para um Rio de Janeiro que nem conheci: o dos bailes charme da década de 1990.

O charme, num resumo bem superficial, é uma das vertentes que surgiram a partir dos bailes de soul e funk dos anos 70, pós-Black Rio. Com o declínio da disco music e a popularização do rock e pop também entre jovens brancos das zonas norte e oeste, nos anos 80, parte dos DJs passou a tocar freestyle e Miami Bass nos bailes funk, e parte passou a tocar R&B e new jack swing (mistura de hip-hop com funk e soul).

Apesar de terem iniciado na década de 1980, o auge dos bailes charme foram nos anos 90, e é dessa época que concentram praticamente todas as gravações dessa lista.

E, apesar do meu conhecimento superficial, a playlist reune músicas que tocaram muito no rádio e que eu já gostava na época.

Reprises de Fugees e TLC.

O que tem?

Savage – Don’t Cry Tonight (Remix – Extended) (1991)
Soul II Soul, Caron Wheeler – Back to Life (However Do You Want Me) (1989)
DNA, Suzanne Vega, Neal Slateford, Nick Batt – Tom’s Diner – 7” Version (1990)
P.M. Dawn – Set Adrift on Memory Bliss (1991)
Des’ree – You Gotta Be (1994)
La Bouche – Fallin’ in Love (1996)
Fugees, Ms. Lauryn Hill, Wyclef Jean, Pras – Ready or Not (1996)
Salt-N-Pepa – Shoop (1993)
Zhané – Hey Mr. DJ – Original Mix – Edit (1993)
Montell Jordan – This Is How We Do It (1995)
En Vogue – My Lovin’ (You’re Never Gonna Get It) (1992)
Maxi Priest – Close To You (1990)
M People – Don’t Look Any Further (M People Master Edit) (1993)
SNAP! – Oops Up (1990)
Color Me Badd – I Wanna Sex You Up (Single Mix) (1991)
C & C Music Factory – Do You Wanna Get Funky? (1994)
SWV – Right Here (Human Nature Remix) (1992)
Brandy – Sittin’ Up In My Room (1995)
TLC – Waterfalls (1995)
Monica – Before You Walk Out of My Life (1995)
Al B. Sure! – Nite and Day (1988)
Fugees, Ms. Lauryn Hill – Killing Me Softly With His Song (1996)
Diddy, 112, Faith Evans – I’ll Be Missing You (1997)
Toni Braxton – Another Sad Love Song (1993)
Janet Jackson – That’s The Way Love Goes (1993)
Black Box – Native New Yorker (1997)
Lisa Stansfield – The Real Thing (1996)
Another Level – Alone No More (C & J Radio Mix) (1998)
TLC – No Scrubs (1999)
Blackstreet, Dr. Dre, Queen Pen – No Diggity (1996)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Domingueira 2

Domingueira 2

Continuação de uma playlist de 2018 que só teve atualização porque a versão de uma das músicas que eu tinha escolhido saiu do catálogo do streaming.

No texto da primeira eu cito as coletâneas da Som de Valente como referência. Aqui, incluo outra inspiração (e recomendação): a programação musical de fim-de-semana da 105 FM, de Jundiaí/SP. É sempre surpreendente, feita por gente que gosta e entende do que tá tocando e chega a ser meio anárquica não só em comparação com o que a rádio toca de segunda a sexta, mas até com o que se espera de uma emissora comercial de grande alcance.

Essa nova sequência é mais brasileira que a primeira playlist e tem quatro músicas a mais. Mas as duas podem ser tocadas na sequência lindamente.

O que tem?

Gilberto Gil – Palco (1981)
Banda Black Rio – Chega Mais (Imaginei Você Dançando) (1978)
Rita Lee, Roberto de Carvalho – Chega Mais (1979)
Tim Maia – Acenda o Farol (1978)
Gino Soccio – Try It Out – Mixed Version (1981)
Emílio Santiago – O Amigo de Nova York (1983)
Elizio de Buzios – Tamanqueiro (1980)

Dom Salvador – Be By My Side (1969)
Os Diagonais – Não Vou Chorar (1971)
Odair José – Nunca Mais (1977)
Lemos & Debétio – Morro do Barraco Sem Água (1974)
Chris Montez – The More I See You (1966)
Airto Moreira – Circo Marimbondo (1976)
Abílio Manoel – Luiza Manequim (1972)

Os Brazões – Carolina Carol Bela (1969)
Elizabeth Viana – Meu Guarda-Chuva (1969)
Ed Lincoln – Palladium (1964)
Jimmy Smith – Got My Mojo Working (1965)
Lady Zu, Totó Mugabe – Hora de União (1979)
Grupo Controle Digital – A Festa é Nossa (1988)
Almir Ricardi – Festa Funk (1984)

Marcos Valle – Bicicleta (1984)
Robson Jorge, Lincoln Olivetti – Jorgeia Corisco (1982)
Tony Bizarro – Estou Livre (1984)
Billy Griffin – Hold Me Tighter in the Rain (1982)
Shalamar – The Second Time Around (1979)
Bebeto – Depois da Festa (1987)
Roupa Nova – E o Espetáculo Continua (1981)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Comfort music

Comfort music

Tem uma playlist minha, Abraço, em que eu uso esse termo comfort music como descrição. Ela foi pensada para reunir músicas com letras que abraçam, que confortam. Mas tem outro contexto em que o termo encaixa, que é a proposta de hoje.

Eu relaciono comfort music com comfort food, que é aquela coisa muito (re)conhecida que a gente procura quando quer algo amigável.

Essa música confortável é parte da programação musical da maioria das rádios do formato adulto-contemporâneo (Alpha, Antena 1, JB FM): músicas que tocam há anos e que ninguém nem para pra pensar se são “batidas” ou não. A gente só ouve e se sente “em casa”.

E se sente em casa porque são trilha sonora do cotidiano. Pra além do estigma de “rádio de consultório”, são parte da paisagem sonora da padaria onde você toma café, daquele restaurante gostoso do dia-a-dia ou do boteco despretensioso onde você toma uma cerveja de tarde num dia útil.

Com o excesso de informação que a gente acostumou a receber todo dia, às vezes é preciso dar uma desligada com música conhecida e gostosa de ouvir – esse foi meu estímulo pra montar essa sequência.

Apesar da lista trazer várias canções com letras fofas e/ou positivas, essa não foi uma preocupação.

São 35 músicas, com reprises de a-ha e Tears For Fears.

O que tem?

a-ha – Stay on These Roads (1988)
Duran Duran – Ordinary World (1993)
Billy Idol – Eyes Without a Face (1983)
Tears For Fears – Head Over Heels (1985)
Cássia Eller – All Star (2002)
The Verve – Lucky Man (1997)
Keane – Somewhere Only We Know (2004)
Cyndi Lauper – Time After Time (1983)
Os Paralamas do Sucesso – Romance Ideal (1984)
Foster The People – Sit Next to Me (2017)
U2 – Electrical Storm (William Orbit Mix) (2002)
Roxette – Milk and Toast and Honey (2001)
Lulu Santos – Sereia (1995)
a-ha – There’s Never a Forever Thing (1988)
Pretenders – I’ll Stand By You (1994)
Marillion – Beautiful (1995)
Semisonic – Secret Smile (1998)
Dave Mathews Band – Where Are You Going (2002)
David Bowie – As The World Falls Down (1986)
Nenhum de Nós – O Astronauta de Mármore (Starman) (1989)
October Project – Wall of Silence (1993)
Prāta Vētra – Maybe (2001)
Steve Miller Band – The Joker (1973)
Cass Elliot – Make Your Own Kind of Music (1969)
The Beautiful South – Livin’ Thing (New Version) (2004)
Jason Mraz – 93 Million Miles (2012)
Pato Fu – Canção Pra Você Viver Mais (1998)
Dire Straits – Why Worry? (1985)
Phil Collins – Another Day in Paradise (1989)
The Doobie Brothers – Listen to the Music (1972)
TOTO – Africa (1982)
The Lighthouse Family – High (1998)
Nelly Furtado – I’m Like a Bird (2000)
Travis – Sing (2001)
Tears For Fears – Advice For The Young At Heart (1989)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Um pé no mato – Volume 2

Um pé no mato - Volume 2

No final do mês passado, postei aqui uma playlist que, resumidamente, era uma viagem teórica para um interior bucólico e nostálgico. Várias músicas que eu gosto ficaram de fora porque eu não queria fazer uma lista muito longa, já que tudo era muito calminho.

Organizei parte do que ficou de fora, acrescentei outras músicas e trago agora uma outra viagem, que tá tão gostosa quanto a primeira.

O que tem?

Boca Livre – Toada (Na Direção do Dia) (1979)
Sá & Guarabyra – Trem de Pirapora (1977)
Elis Regina – Romaria (1977)
Almir Sater – Tristeza do Jeca (1989)
Chitãozinho & Xororó – Saudade da Minha Terra (ao vivo) (2020)
Renato Teixeira, Natan Marques – Saudade (ao vivo) (2000)
Gilberto Gil – Lamento Sertanejo – Forró do Dominguinhos (1975)
Roberta Campos – Casinha Branca (2015)
Zé Geraldo – Senhorita (1981)
Ivan Lins – Sertaneja (1980)
Sá & Guarabyra – Pirão de Peixe com Pimenta (1977)
Rita Lee – Modinha (1978)
Gilberto Gil – Estrela (1997)
Mônica Salmaso – Água da Minha Sede (2017)
Milton Nascimento, Beto Guedes – Fé Cega, Faca Amolada (1975)
Elis Regina, Antonio Carlos Jobim – Chovendo na Roseira (1974)
Djavan – Correnteza (1996)
Almir Sater – Chalana (1990)
Caetano Veloso – Felicidade (Felicidade Foi Embora) / Música Incidental: Luar do Sertão (1974)
Maria Bethânia – Luar do Sertão / Azulão (1999)
Beto Guedes – Sol de Primavera (1979)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Posts mais recentes
Posts antigos