Menu Fechar

Tudo novo de novo

Tudo novo de novo

O vídeo de hoje é o último nesse formato e nessa periodicidade. Ficou gigante – eu adoraria se você tivesse paciência de ver, apesar de saber que é quase um abuso pedir que assista inteiro hauahauah… Mas, além de falar sobre a playlist de hoje, feita em conjunto com a Priscila Pessoa e que traz músicas pra receber o ano e recomeçar, falo sobre essa experiência de gravar e editar vídeos toda semana, sobre a minha relação com música e sobre o porque de manter o Toca fitas no ar.

Ah, e assisto e comento o meu primeiro vídeo. 😬🤐😳

Na playlist tem reprises da Elza Soares, de Gal Costa e Gilberto Gil – os dois aparecem separados e, depois, juntos em canção dos Doces Bárbaros -, e ainda tem uma “semi-reprise” do Gonzaguinha, que aparece na voz da Maria Rita, em “O Homem Falou”, e depois na versão clássica de estúdio do hino “O Que é, o Que é”.

Em tempo: em algum momento do vídeo eu falo que a Rádio Laranjeira tá parada, mas ela tá bem. Só a minha participação lá é que tá parada. 😅

O que tem?

Gal Costa – Vou Recomeçar (1968)
Elza Soares – Hoje é Dia de Festa (2002)
MC Tha – Rito de Passá (2019)
Criolo – Nas Águas (2017)
Trio Mocotó – Os Orixás (2001)
Beth Carvalho – Senhora Rezadeira (1979)
Maria Rita – O Homem Falou (2007)
Novos Baianos – Com Qualquer Dois Mil Réis (1973)
Eddie – Ela Vai Dançar (2011)
Academia da Berlinda – Filhinho (2011)
Di Melo – Kilariô (1975)
Rita Lee – Saúde (1981)
Gilberto Gil – Realce (1979)
Elza Soares – Virei o Jogo (2019)
Baby do Brasil – Tinindo Trincando (ao vivo) (2015)
Gonzaguinha – O Que é, o Que é (1982)
Sandra de Sá – Música Maravilha (1982)
Samuca e a Selva (part. Luedji Luna) – Fé Fega, Faca Amolada (2018)
Tom Zé – Vai (Menina Amanhã de Manhã) (1976)
Paulinho Moska (part. Takashi Numazawa) – Tudo Novo de Novo (2003)
Milton Nascimento (part. Beto Guedes) – Nada Será Como Antes (1972)
Doces Bárbaros – Os Mais Doces Bárbaros (1976)
Jorge Ben Jor – Eu Vou Torcer (1974)
Thalma Freitas – Tranquilo (2004)
Nando Reis – Dessa Vez (2000)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

Pavê ou pacumê

Pavê ou pacumê

A playlist de hoje é quase toda de soft rock, mas tem um gostinho de nostalgia especialmente apurado pra tocar nesse natal – ou em qualquer época do ano em que você estiver lendo/vendo/ouvindo isso – e agradar aquele tio do pavê ou mesmo aquele “lado tio do pavê” que todo mundo tem.

Tem uma reintegração do Lindsey Buckinghan com o Fleetwood Mac – eles aparecem na sequência -, a união dos dois maiores sucessos do Cat Stevens – um deles regravado por uma banda que quase ninguém deve lembrar que existiu -, reprise do Supertramp e várias canções que já nasceram pra fazer parte do repertório de qualquer rádio adulta ou especializada em clássicos do Rock.

O que tem?

Don McLean – American Pie (1971)
The Doobie Brothers – Listen To The Music (1972)
Steve Miller Band – The Joker (1973)
Steely Dan – Do It Again (1972)
Lindsey Buckingham – Trouble (1981)
Fleetwood Mac – Dreams (1977)
The Alan Parsons Project – Eye In The Sky (1982)
Supertramp – The Logical Song (1979)
Genesis – Follow You Follow Me (1978)
Electric Light Orchestra – Livin’ Thing (1976)
Rush (feat. Aimee Mann) – Time Stand Still (1987)
Dire Straits – Sultans Of Swing (1978)
Soul Asylum – Runaway Train (1992)
Collective Soul – December (1995)
Michael Learns to Rock – That’s Why (You Go Away) (1995)
Boyzone – Father and Son (1995)
Yusuf / Cat Stevens – Wild World (1970)
Eagles – Hotel California (1976)
Creedence Clearwater Revival – Have You Ever Seen The Rain? (1970)
Supertramp – Goodbye Stranger (1979)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

Projeto verão

Projeto verão

A playlist era um desafio que eu me fiz no domingo passado, quando gravei o vídeo, de fazer, durante esta semana, uma sequência de músicas pensada pra tornar minha caminhada no Minhocão mais divertida. A semana foi mais agradável que as anteriores e a lista acabou uma colcha de retalhos animada por si só – e similar com algumas das que mais me animaram desde que eu comecei a caminhar por lá.

Ficou uma playlist meio sem pé nem cabeça? Talvez.

Mas têm até categorias de malhação/exercício no Spotify com listas voltadas pra cada atividade física, algumas direcionadas pra cada ritmo de batimento cardíaco… Então pra quem tá nessa pegada mais “profissional”, tem muita opção por aí.

Porém contudo entretanto todavia, se você, eventualmente, de repente, quiser experimentar essa que eu vou experimentar nesse fim de semana – e que tem essa coisa de ter New Order e Alceu Valença e The Kooks e Rita Cadillac e Scissor Sisters e Marcos Valle tudo misturado – pra ver como é, tá aí. 😉

Em tempo: a foto é da Alice Eileen Wearne, atleta olímpica australiana medalhista de ouro e bronze nos anos 1930. Escolhi porque gostei da foto – a playlist toda é uma grande colcha de retalhos, a capa também.

O que tem?

The Bolshoi – Sunday Morning (1986)
New Order – Regret (1993)
The Kooks – She Moves in Her Own Way (2006)
Os Paralamas do Sucesso – Fui Eu (1984)
A Cor do Som – Zanzibar (As Cores) (1980)
Alceu Valença – Espelho Cristalino (ao vivo) (2016)
Ace of Base – The Sign (1993)
Undercover (feat. John Mathews) – Lovesick (1993)
Double You – Who’s Fooling Who? (1992)
M People – Moving On Up (1993)
Adriana Calcanhotto – Maresia (2000)
Daniela Mercury – O Canto da Cidade (1992)
Spice Girls – Stop (1997)
Justin Bieber – Sorry (2015)
Clean Bandit (feat. Sean Paul & Anne-Marie) – Rockabye (2016)
Rita Cadillac – Merenguendê (1984)
Gretchen – Love is Love (1987)
Debbie Gibson – Only In My Dreams (1987)
Company B – Fascinated (1986)
Erasure – Stop! (1988)
Scissor Sisters – I Don’t Feel Like Dancin’ (2006)
Marcos Valle – Estrelar (1983)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

’10brasil

'10brasil

A lista de hoje é pra falar da música brasileira da década de 2010 que apareceu nas playlists daqui (e/ou no meu fone de ouvido) até agora. Sem a menor pretensão de ser A lista do que foi importante na música desses últimos dez anos, muito menos de todos os artistas que lançaram álbuns legais no período, mas com muita coisa boa de se ouvir.

O que tem?

Tulipa Ruiz – Efêmera (2010)
Karina Buhr – Eu Menti Pra Você (2010)
Marcelo Jeneci (part. Laura Lavieri) – Felicidade (2010)
Criolo – Não Existe Amor em SP (2011)
Marisa Monte (part. Rodrigo Amarante) – O Que Se Quer (2011)
Cícero – Tempo de Pipa (2011)
Mariana Aydar (part. Dominguinhos) – Preciso do Teu Sorriso (2011)
Alice Caymmi – Tudo Que For Leve (2012)
Los Sebosos Postizos – Minha Teimosia, Uma Arma Pra Te Conquistar (2012)
Siba – Preparando o Salto (2012)
Metá Metá – São Jorge (2012)
Dona Onete – Jamburana (2013)
Felipe Cordeiro – Problema Seu (2013)
Saulo Duarte e a Unidade – Mistério no Olhar (2013)
Bárbara Eugênia (part. Astronauta Pinguim, Regis Damasceno, Davi Bernardo) – Coração (2013)
RozenBac – A Poesia (2013)
Thiago Pethit – Romeo (2014)
Karol Conká (feat. Tropkillaz) – Tombei (2014)
Russo Passapusso – Paraquedas (2014)
Nação Zumbi – Um Sonho (2014)
Banda do Mar – Dia Clarear (2014)
Elza Soares – A Mulher do Fim do Mundo (2015)
Johnny Hooker – Alma Sebosa (2015)
Jaloo – Chuva (2015)
Trupe Chá de Boldo – Smex Smov (2015)
Arnaldo Antunes – Naturalmente, Naturalmente (2015)
Linker e os Caramelows – Zero (2015)
Francisco el Hombre (part. Labaq, Helena Maria, Selma Jô, Renata Éssis) – Triste, Louca ou Má (2016)
Tássia Reis – Se Avexe Não (2016)
Daniel Groove – Jardim Suspenso (2016)
Mahmundi – Hit (2016)
Barro – Vai (2016)
Academia da Berlinda – Dorival (2016)
Wado – Filhos de Ghandi (2016)
Luedji Luna – Banho de Folhas (2017)
Chico Buarque (part. Rafael Mike) – As Caravanas (2017)
Xênia França – Pra Que Me Chamas? (2017)
Letrux – Ninguém Perguntou Por Você (2017)
MC Tha – Valente (2018)
Ava Rocha (part. Alessandra Leão, Ariane Molina, Victoria dos Santos, Linn da Quebrada, Karina Buhr) – Joana Dark (2018)
DUDA BEAT – Bixinho (2018)
Silva – A Cor é Rosa (2018)
BaianaSystem – Bola de Cristal (2019)
Jards Macalé – Meu Amor Meu Cansaço (2019)
Vanessa da Mata – Só Você e Eu (2019)
Los Hermanos – Corre Corre (2019)
Zélia Duncan – O Que Mereço (2019)
Emicida (part. Majur, Pabllo Vittar) – AmarElo (2019)
Céu – Corpocontinente (2019)
As Bahias e a Cozinha Mineira – Volta (2019)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

O Brasil é brega

O Brasil é brega

A lista que termina esse mês de clássicos populares chega com 50 hinos nacionais (+1 no final que você precisa escutar na íntegra) e um vídeo meio cafona pra dizer que brega é, pra mim, o predomínio da autenticidade sobre o padrão imposto. E que, cada vez mais, estar fora do padrão no Brasil atual (não importando de que forma) tá sendo essencial.

A lista tem reprises de José Augusto, Fernando Mendes (três músicas), Paulo Sérgio, Reginaldo Rossi (três músicas) e Diana.

O que tem?

Rosana – O Amor e o Poder (The Power of Love) (1987)
José Augusto – Chuvas de Verão (1987)
Demetrius – O Ritmo da Chuva (1964)
Paulo Diniz – Pingos de Amor (1972)
Vanusa – Manhãs de Setembro (1973)
Marcos Sabino – Reluz (1982)
Ronnie Von – Pra Ser Só Minha Mulher (1978)
Fernando Mendes – A Desconhecida (1973)
Perla – Rios da Babilônia (Rivers of Babylon) (1978)
Paulo Sérgio – Índia (1973)
Reginaldo Rossi – A Raposa e as Uvas (1982)
Jerry Adriani – Doce, Doce Amor (1971)
Raul Seixas – Tu És o MDC da Minha Vida (1975)
Diana – Uma Vez Mais (One Last Time) (1973)
Odair José – Vou Tirar Você Desse Lugar (1972)
Amado Batista – Eu Sou Seu Fã (1991)
Leandro & Leonardo – Cadê Você? (1990)
Fernando Mendes – Cadeira de Rodas (1975)
Wando – Chora, Coração (1985)
Fábio Jr. – Esqueça (Forget Him) (1993)
Eliana de Lima (part. Luiz Carlos) – Volta Pra Ela (1994)
Ara Ketu – Sempre Será (1996)
Elymar Santos – Escancarando de Vez (Eu e Você) (1991)
Fagner – Borbulhas de Amor (Tenho um Coração) [Borbujas de Amor] (1991)
Mastruz com Leite – Meu Vaqueiro, Meu Peão (1993)
Sidney Magal – Amante Latino (1977)
Reginaldo Rossi – Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme (1974)
Agepê – Cama e Mesa (1991)
Netinho – Menina (1993)
Benito di Paula – Se Não For Amor (1973)
Diana – Porque Brigamos (I Am… I Said) (1972)
José Augusto – De Que Vale Ter Tudo na Vida (1973)
Fernando Mendes – Você Não Me Ensinou a Te Esquecer (1978)
Peninha – Sonhos (1977)
Márcio Greyk – Impossível Acreditar Que Perdi Você (1970)
Gilliard – Aquela Nuvem (1979)
Katia – Qualquer Jeito (It Should Have Been Easy) (1987)
Reginaldo Rossi – Garçon (1987)
Sérgio Reis – Coração de Papel (1967)
Banda Calypso – A Lua Me Traiu (2005)
Falcão – Black People Car (Fuscão Preto) (1994)
Ismael Carlos – Bicicleta Envenenada (1983)
Alypyo Martins – Piranha (1974)
Maria Alcina (part. Sivuca) – Bacurinha (1980)
Evaldo Braga – Sorria Sorria (1972)
Os Incríveis – O Milionário (The Milionaire) (1967)
Nelson Ned – Tudo Passará (1969)
Agnaldo Timóteo – A Galeria do Amor (1974)
Paulo Sérgio – Última Canção (1968)
Jane & Herondy – Não Se Vá (Tu T’en Vas) (1977)
Barros de Alencar – Prometemos Não Chorar (Prometimos no Llorar) (1980)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

Posts mais recentes
Posts antigos