Menu Fechar

Legião Urbana – Perfeição

Tinha 11 anos em 1993, quando “O Descobrimento do Brasil”, o penúltimo álbum da Legião Urbana, foi lançado. Gostava muito, apesar de não entender muito bem direito as letras.

A segunda metade da minha adolescência foi depois da morte do Renato Russo e de lançarem todas as raspas de tacho possíveis em CD. Aquela coletânea “Mais do Mesmo”, que todo mundo tinha em CD (inclusive eu – e que, aliás, ainda tenho) tocou exaustivamente no rádio, que ainda era o lugar onde a gente mais ouvia música. Tocou tão exaustivamente que eu dei uma bodeada da banda.

Já faz um tempo que eu voltei a ouvir mais Legião Urbana, e faz uns meses em que esse álbum, especificamente, começou a bater mais forte.

Essa música, “Perfeição”, que aparece em “Mais do Mesmo” e tocou pra caramba, já era pro Brasil de 1993. Talvez também seja pro Brasil de 2018.

5h30

5h30

O que é?
Pra quem tem que acordar muito cedo – inclusive no frio

O que toca?
Classic Rock, Rock alternativo, Música eletrônica, Pop

Cheia de manias?
5h30 é aquela hora que pode ser tarde, quando a gente ainda não foi dormir, ou muito cedo, quando a gente tá dormindo e tem que acordar. Essa playlist é pra esse segundo momento, e já deu pra perceber que acordar essa hora é meio tenso pra mim, né? 😬

São 18 músicas, em três sequências de seis músicas. A primeira é pra querer morrer: começa com a própria morte em “Space Oddity” seguida pela sensação de andar pra trás do Tame Impala e, depois de passar por Radiohead, xx e Smashing Pumpkins em letras ~animadíssimas~, termina com o mantra “Why Does My Heart Feels So Bad?”.

A última sequência, em compensação, é bem otimista, e a segunda faz uma ponte “Alive and Kicking” entre as duas.

Já que tem que acordar cedo, deixa reclamar primeiro, pra depois aceitar e, enfim, acordar. Essa é a ideia. 😌

E o que tem?
David Bowie – Space Oddity (1969)
Tame Impala – Feels Like We Only Go Backwards (2012)
Radiohead – Karma Police (1997)
The xx – On Hold (2017)
The Smashing Pumpkins – 1979 (1996)
Moby – Who Does My Heart Feels So Bad? (1999)

Tori Amos – Crucify (1992)
The Smiths – Please, Please, Please, Let Me Get What I Want (1984)
The Beatles – A Day in The Life (1967)
Simple Minds – Alive and Kicking (1985)
Herbert Vianna (part. Cássia Eller) – Mr. Scarecrow (2000)
Ben Kweller – Falling (2002)

R.E.M. – Stand (1988)
The The – This Is The Day (1983)
Real Estate – Talking Backwards (2014)
Tears For Fears – Advice For The Young at Heart (1989)
Primal Scream – It’s Alright, It’s OK (2013)
INXS – Disappear (1990)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer Ouvir no Spotify

Tudo novo de novo

Tudo novo de novo

Foi mais de um mês pra deixar tudo do jeito que eu queria, mas tá pronto o novo tocafitas.com

Além do arquivo de coleções, que tem listas separadas por humor, hora do dia e afins, e da listona em ordem alfabética, agora também tem busca por artista: você pode escolher alguém que você queira ouvir agora e ver todas as playlists em que essa banda ou artista aparece. E aí é bem provável que você esteja a fim de ouvir mais alguém que aparece nelas.

Aliás, fiquei mais de um mês sem postar nada, mas atualizei um monte de listas, que eu vou postar nos próximos dias no Facebook e no Instagram. Aliás, se você ainda não curte/segue, é uma boa oportunidade! 🤓

E é isso aí. Tô de volta!

Micareta

Micareta

O que é?
Carnaval da Bahia de outros carnavais

O que toca?
Clássicos do axé

Cheia de manias?
Axé anos 90. Não tem nem muito o que dizer, só sentir! 💚💛

Pra você ter uma ideia, costumo colocar um limite de 30 músicas nas minhas playlists que é pra ter alguma chance de ouvir de uma vez só, mas acabei deixando 35 músicas e, mesmo assim, tem muita coisa que eu gosto que ficou de fora.

Excluí, por exemplo, as músicas com foco na coreografia – quem sabe pra fazer uma segunda versão só de dancinhas?

Enfim, tem reprise de quase todo mundo, predominância de vozes masculinas na primeira metade e femininas na segunda metade, duas músicas dos anos 80 que eu também tentei deixar de fora pra criar uma regra de ser só anos 90, mas que não consegui porque eram essenciais… E eu disse que nem tinha muito o que dizer e já foram mais três parágrafos.

E o que tem?
Daniela Mercury – O Canto da Cidade (1992)
Bamdamel – Prefixo de Verão (1990)
Banda Eva – Beleza Rara (1996)
Netinho – Capricho dos Deuses (1993)
Cheiro de Amor – Pureza da Paixão (1993)
Timbalada – Beija-Flor (1993)
Banda Eva – Me Abraça (1995)
Bamdamel – Baianidade Nagô (1991)
Daniela Mercury – O Mais Belo dos Belos (A Verdade do Ilê) / O Charme da Liberdade (1992)
Olodum – Alegria Geral (1993)
Terra Samba – Liberar Geral (ao vivo) (1998)
Ara Ketu – Avisa a Vizinha (Vixe Maria) (1996)
Banda Beijo – Peraê (ao vivo) (1998)
Netinho – Preciso de Você (1996)
Banda Eva – Vem, Meu Amor (ao vivo) (1997)
Olodum – I Miss Her (1995)
Daniela Mercury – Batuque (1992)
Chiclete com Banana – Cara Caramba Sou Camaleão (1992)
Asa de Águia – Dia dos Namorados (1993)
Cheiro de Amor – Doce Obsessão (1992)
Timbalada – Emílio (1993)
Banda Beijo – Bate Lata (2000)
Ara Ketu – Pipoca (1997)
Banda Eva – Arerê (ao vivo) (1997)
Cheiro de Amor – Vai Sacudir, Vai Abalar (1997)
Olodum – Requebra (1999)
As Meninas – Xibom Bombom (1999)
Daniela Mercury – Swing da Cor (1991)
Margareth Menezes – Uma História de Ifá (1988)
Banda Reflexu’s – Madagascar Olodum (1987)
Ara Ketu – Ara Ketu Bom Demais (1994)
Bamdamel – Bateu Saudade (1994)
Netinho – Total (1993)
Daniela Mercury – Você Não Entende Nada / Cotidiano (1992)
Banda Eva – Adeus, Bye Bye (1993)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer Ouvir no Spotify

Sessão da tarde

Sessão da tarde

O que é?
Música pra passar a tarde sem televisão

O que toca?
Rock, Pop, MPB

Cheia de manias?
Apesar do nome, a lista não tem nada a ver com a sessão de filmes da Globo – talvez tenha um pouco a ver com o programa do mesmo nome que tinha na antiga Brasil 2000 FM até meados dos anos 2000.

Apesar disso, as 30 músicas dão o tempo de um filme na televisão e a vibe é misturar aquele sentimento de curtir uma preguiça com uma nostalgia gostosa que cai muito bem com o que “sessão da tarde” remete.

Escolher as músicas foi viajar para o que eu mais vivi dos anos 90 e 2000. Tem muita coisa que conheci na MTV, muita coisa que tocava na Brasil 2000… e tem trilha de “Confissões de Adolescente”, Los Hermanos pós-Anna Júlia – passei boa parte dos anos 2000 decorando a discografia deles -, a música do Karnak que foi ressuscitada no começo da minha faculdade… Além daquelas coisas que não têm nada a ver com essas minhas lembranças, mas que achei que encaixaram.

No mais, tem uma distribuição metódica entre as músicas brasileiras e estrangeiras e ritmos alternados (música mais rápida, mais lenta, mais rápida, mais lenta) do começo ao fim.

E reprise da Zélia Duncan.

E o que tem?
Blur – Coffee and TV (1999)
Nando Reis – Me Diga (1995)
Belle & Sebastian – There’s Too Much Love (2000)
The Kinks – Sunny Afternoon (1966)
Ludov – Princesa (2003)
James – Sit Down (1991)
Los Hermanos – A Flor (2001)
Carpenters – Please Mr. Postman (1974)
The Wonders – That Thing You Do! (1996)
Zélia Duncan – Nos Lençóis Desse Reggae (1994)
The Police – Every Little Thing She Does Is Magic (1981)
Tianastácia – Conto de Fraldas (2004)
No Doubt – Spiderwebs (1995)
R.E.M. – Shiny Happy People (1991)
Penélope – Ciranda da Bailarina (2001)
Weezer – Buddy Holly (1994)
Supergrass  Alright (1995)
Rita Lee – Meio-fio (ao vivo) (2004)
Blues Traveler – Run-Around (1994)
Gram – Você Pode ir na Janela (2003)
Foo Fighters – Big Me (1995)
Lily Allen – Smile (2006)
Cachorro Grande – Hey Amigo (ao vivo) (2016)
Iggy Pop (feat. Kate Pierson) – Candy (1990)
Arnaldo Antunes – Envelhecer (2009)
ABBA – Mamma Mia (1975)
Dire Straits – Walk Of Life (1985)
Karnak – Comendo Uva na Chuva (1995)
Ramones – I Don’t Want To Grow Up (1995)
Zélia Duncan – Borboleta (ao vivo) (2011)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer Ouvir no Spotify

Posts antigos