Menu Fechar

Delírios de amor

Delírios de amor

Cada vez mais tenho percebido que o meu gosto musical – e, por consequência, o que eu mais tenho vontade de dividir aqui – está entre o que não é valorizado nem por um mainstream atual e nem pela crítica especializada.

Hoje eu trago uma playist que tem, majoritariamente, um samba romântico que fez muito sucesso a partir da década de 70 e que influenciou o pagode 90, mas que também foi muito estigmatizado quando era novidade: o samba-joia, ou sambão.

“Samba-joia” porque explodiu nos piores anos da ditadura com letras despreocupadas, falando principalmente de paixões e desilusões amorosas – o “joia” era do “tudo joia”, variação de “tudo bem”. “Sambão” talvez fosse menos pejorativo, mas nem tanto: era pra falar de um samba de letra e arranjo simples, feito pra cantar alto, junto, bêbado. Praticamente um samba-sofrência descartável.

Algumas décadas depois, muita coisa virou clássico, como “Retalhos de Cetim” e “Deixa Eu Te Amar”. Como era uma música de massa, retratava muito do que era a sociedade da época e vale dar alguns descontos, como para o machismo de algumas letras. Mas garanto que, dando esses descontos, é uma trilha deliciosa pra ouvir com volume alto, cantando junto. Testei fazendo faxina e foi uma delícia! 😀

A lista tem 30 músicas + 1 e inclui um pouco do samba da década de 80 e início dos 90 que conversa mais com a estética do pagode 90 do que com esse sambão dos anos 70. O “+1” é porque fecha com a versão do Benito di Paula para “Apesar de Você”, censurada na época. Quis colocar justamente porque quebra essa ideia de que era uma música feita por artistas alienados politicamente.

Reprises de Roberto Ribeiro, Agepê (5 músicas), Alcione (4 músicas), Benito di Paula (4 músicas), Clara Nunes, Luiz Ayrão e Martinho da Vila.

O que tem?

Antonio Carlos & Jocafi – Você Abusou (1971)
Roberto Ribeiro – Vazio (Está Faltando Uma Coisa em Mim) (1979)
Agepê – Deixa Eu Te Amar (1984)
Alcione – Chamego (Delírios de Amor) (1992)
Emílio Santiago – Verdade Chinesa (1990)

Benito di Paula – Retalhos de Cetim (1974)
Clara Nunes – Tristeza, Pé No Chão (1973)
Luiz Ayrão – Porta Aberta (1973)
Gilson de Souza – Pôxa (1974)
Alcione – Gostoso Veneno (1979)

Agepê – Diz Que Me Ama (1990)
Almir Guineto – Mel na Boca (1986)
Jorge Aragão – Feitio de Paixão (1988)
Leci Brandão – Só Quero Te Namorar (1987)
Benito di Paula – Se Não For Amor (1974)

Agepê – Me Leva (1991)
Martinho da Vila – Ex-Amor (1981)
Clara Nunes – Você Passa, Eu Acho Graça (1968)
Luiz Américo – Desafio / Na Hora da Sede / Carta de Alforria (1976)
Roberto Ribeiro – Acreditar (1976)

Alcione – Menino Sem Juízo (1979)
Wando – Moça (1975)
Agepê – Moça Criança (1975)
Benito di Paula – Além de Tudo (1974)
Luiz Ayrão – No Silêncio da Madrugada (1974)

Eliana de Lima – Desejo de Amar (1991)
Djalma Pires – Samba de Ninar (1986)
Alcione – Sufoco (1978)
Martinho da Vila – Mulheres (1996)
Agepê – Cama e Mesa (1991)

Benito di Paula – Apesar de Você (1971)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

festa junina Casa Lúpulo

festa junina Casa Lúpulo

Quando a minha irmã pediu uma trilha sonora com clima de festa junina para a Casa Lúpulo, pensei em adaptar uma playlist que eu já tenho e gosto, Festa do interior, acrescentando algumas coisas e tirando outras. Mas, apesar da outra lista ter servido de base – e até do começo ser praticamente igual -, essa aqui virou outra coisa!

Queria que, além do clima de festa junina, o repertório tivesse a cara da Casa Lúpulo. O resultado foi uma seleção de 200 músicas que misturam os clássicos do forró que tocam nas melhores festas juninas com vários outros ritmos, que vão do coco, ciranda, frevo e carimbó até rock, pop, reggae, ska e cumbia.

Assim como no carnaval, vou deixar a lista de músicas para outra página para que você não fique rolando tela eternamente sempre que parar por aqui. Mas vale a pena ver a mistura. Ver e ouvir. 🙂

Clique aqui para ver a lista das músicas

E, se você ainda não conhece a Casa Lúpulo, também vale muito conhecer. Fica na Rua Major Sertório, 282, Vila Buarque (centro de São Paulo). Tem mais informações no Instagram: @casalupulosp

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Namorando a madrugada

Namorando a madrugada

A playlist de hoje até poderia ser temática para o dia dos namorados, mas não foi feita necessariamente para o 12 de junho e muito menos para um lado meio caótico do dia dos namorados (fila de restaurante lotado, fila de caixa em shopping pra comprar presente de última hora, fila de motel, pra quem vai? – etc.).

É uma sequência de canções brasileiras que falam sobre relacionamentos pra escutar com o som no volume baixo. Algumas letras falam diretamente sobre a madrugada, que é a parte do dia mais ligada ao silêncio e à intimidade.

Têm aquelas ligações que eu adoro fazer e que adoro ouvir quando alguém faz. Aqui, por exemplo, tem A Cor do Som cantando “Menino Deus”, escrita pelo Caetano Veloso; na sequência, Caetano canta com a Marina Lima outra composição dele: “Nosso Louco Amor”; e, em seguida, entra a versão da Mariana Aydar para “Eu Te Amo Você”, que foi sucesso na década de 1980 na voz da Marina Lima e que, assim como “Nosso Louco Amor”, não foi composta pela Marina – uma exceção entre os maiores sucessos dela.

Enfim, achei que ficou sensual e aconchegante ao mesmo tempo. E também um pouco melancólica na última música, que fala sobre término. Mas tá gostosa pra parar uma horinha – ou uma hora e 14 minutos, pra ser mais exato.

São 20 músicas, com reprises de Gal Costa, Caetano Veloso, Mariana Aydar e Herbert Vianna.

O que tem?

Caetano Veloso – Madrugada e Amor (1975)
Gal Costa, Rodrigo Amarante – Avarandado (2021)
Jards Macalé – Meu Amor Meu Cansaço (2019)
Itamar Assumpção, As Orquídeas do Brasil – Tua Boca (1994)
A Cor do Som – Menino Deus (1978)
Marina Lima, Caetano Veloso – Nosso Estranho Amor (1980)
Brisa Sons + Ideias, Mariana Aydar – Eu Te Amo Você (2017)
Lucas Santtana – Mensagem de Amor (2000)
Os Paralamas do Sucesso – Me Liga (1984)
Mart’nália, Djavan – Namora Comigo (2012)
Mariana Aydar – Te Faço Um Cafuné (2016)
Ana Cañas – Eu Amo Você (2018)
Gilberto Gil, Roberta Sá – Afogamento (2019)
Chico César – À Primeira Vista (1996)
Leila Pinheiro, Walter Franco – Serra do Luar / Música Incidental: Coração Tranquilo (1991)
Gonzaguinha – Espere Por Mim, Morena (1976)
Gal Costa – Amor Se Acalme (2016)
Chico Buarque – Samba e Amor (1970)
Caetano Veloso – Lua e Estrela (1981)
Zélia Duncan, Herbert Vianna – Partir, Andar (2001)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

É mais embaixo

É mais embaixo

Essa é uma daquelas playlists de coisas muito aleatórias que eu gosto e que, apesar de já ter feito há um tempo, nunca achava uma data pra postar aqui. Resolvi que é hoje. 🙂

São 20 músicas lançadas num período em que o Brasil ainda vivia sob censura ou tinha recém saído dela, mas que ousavam falar de sexo da forma mais explícita possível para tocar no rádio e/ou na televisão daquela época.

Falei de 20 músicas, mas tem uma 21ᵃ: “Concurso de Bicho”, gravação de 2013 que faz parte do álbum “De Normal Bastam os Outros”, da Maria Alcina – que fez muito sucesso com esse tipo de letra na década de 1980.

Apesar de sempre considerar que as letras refletem a época em que foram compostas, evitei músicas que envelheceram mal. Até porque só tem sacanagem legal se todo mundo estiver gostando do mesmo jeito.

O que tem?

Clemilda – Prenda o Tadeu (1985)
Genival Lacerda – Severina Xique Xique (1975)
Maria Alcina – Bacurinha (1980)
Sandro Becker – Julieta (1986)
Clemilda – Forró Cheiroso (1987)
João Gonçalves – Use Álcool (1986)
Zenilton – Milho Cru (1979)
Marinês – Só Gosto de Tudo Grande (1980)
Sandro Becker – O Tico Tico (1988)
Zenilton – O Gato da Rosinha (1983)
Clemilda – Com “Menas Gente” (1992)
Manhoso – O Modo de Usar (Só Capim Canela) (1983)
Maria Alcina – É Mais Embaixo (1980)
Genival Lacerda – Caldinho de Mocotó (1985)
Zé Duarte – Velha Choupana (1986)
Clemilda – Recado pra Zetinha (1987)
Sandro Becker – Briga no Casamento (1986)
Zenilton – Todo Mundo Lá Tem Culpa (1982)
Marinês – Peba na Pimenta (1982)
Luiz Gonzaga – Pagode Russo (1984)

Maria Alcina, Anastácia – Concurso de Bicho (2013)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Charme do mundo

Charme do mundo

A playlist de hoje viaja para um Rio de Janeiro que nem conheci: o dos bailes charme da década de 1990.

O charme, num resumo bem superficial, é uma das vertentes que surgiram a partir dos bailes de soul e funk dos anos 70, pós-Black Rio. Com o declínio da disco music e a popularização do rock e pop também entre jovens brancos das zonas norte e oeste, nos anos 80, parte dos DJs passou a tocar freestyle e Miami Bass nos bailes funk, e parte passou a tocar R&B e new jack swing (mistura de hip-hop com funk e soul).

Apesar de terem iniciado na década de 1980, o auge dos bailes charme foram nos anos 90, e é dessa época que concentram praticamente todas as gravações dessa lista.

E, apesar do meu conhecimento superficial, a playlist reune músicas que tocaram muito no rádio e que eu já gostava na época.

Reprises de Fugees e TLC.

O que tem?

Savage – Don’t Cry Tonight (Remix – Extended) (1991)
Soul II Soul, Caron Wheeler – Back to Life (However Do You Want Me) (1989)
DNA, Suzanne Vega, Neal Slateford, Nick Batt – Tom’s Diner – 7” Version (1990)
P.M. Dawn – Set Adrift on Memory Bliss (1991)
Des’ree – You Gotta Be (1994)
La Bouche – Fallin’ in Love (1996)
Fugees, Ms. Lauryn Hill, Wyclef Jean, Pras – Ready or Not (1996)
Salt-N-Pepa – Shoop (1993)
Zhané – Hey Mr. DJ – Original Mix – Edit (1993)
Montell Jordan – This Is How We Do It (1995)
En Vogue – My Lovin’ (You’re Never Gonna Get It) (1992)
Maxi Priest – Close To You (1990)
M People – Don’t Look Any Further (M People Master Edit) (1993)
SNAP! – Oops Up (1990)
Color Me Badd – I Wanna Sex You Up (Single Mix) (1991)
C & C Music Factory – Do You Wanna Get Funky? (1994)
SWV – Right Here (Human Nature Remix) (1992)
Brandy – Sittin’ Up In My Room (1995)
TLC – Waterfalls (1995)
Monica – Before You Walk Out of My Life (1995)
Al B. Sure! – Nite and Day (1988)
Fugees, Ms. Lauryn Hill – Killing Me Softly With His Song (1996)
Diddy, 112, Faith Evans – I’ll Be Missing You (1997)
Toni Braxton – Another Sad Love Song (1993)
Janet Jackson – That’s The Way Love Goes (1993)
Black Box – Native New Yorker (1997)
Lisa Stansfield – The Real Thing (1996)
Another Level – Alone No More (C & J Radio Mix) (1998)
TLC – No Scrubs (1999)
Blackstreet, Dr. Dre, Queen Pen – No Diggity (1996)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify

Posts antigos