Tudo é samba! - Volume 6

O que é?
Samba é MPB e MPB também é samba

Cheia de manias?
Em 2014, fiz cinco playlists de 20 músicas que “misturavam” clássicos da MPB com clássicos do samba, com todas as aspas possíveis pra essa “mistura”.

Acredito que elas continuam atemporais porque “Disritmia”, “Andança”, “Dança da Solidão”, “Conto de Areia” e várias outras daquelas 100 músicas estão entre as coisas mais lindas já gravadas no Brasil, mas ficou faltando muita coisa.

Resolvi juntar mais 100 músicas e postar no último domingo do mês até o final de 2017 pra reduzir um pouco essa falta. Aqui estão as 20 primeiras músicas – e não custa lembrar: vai ficar mais gostoso de ouvir se você desligar o shuffle. 😉

Em tempo: as cinco listas já estavam prontas e já tinha “O Samba é Meu Dom” selecionada pra entrar em outra “Tudo é samba!”, mas antecipei pra esse Volume 6 por causa da morte do Wilson das Neves. Fica a homenagem (bem pequena) a esse mestre que compôs e tocou com tanta gente que apareceu nas listas anteriores e nas próximas – o samba era mesmo o dom dele.

E o que tem?
Simone – Tô Voltando (1979)
Ney Matogrosso e Pedro Luís & A Parede – A Ordem é Samba (2004)
Mundo Livre S/A – O Mistério do Samba (2000)
Paulinho da Viola – Argumento (1975)
Wilson das Neves – O Samba é Meu Dom (1996)
Marisa Monte – Para Ver as Meninas (2000)
Caetano Veloso e Gilberto Gil – Desde Que o Samba é Samba (1993)
Baden Powell e Vinícius de Moraes – Canto de Ossanha (1964)
Djavan – Fato Consumado (1975)
Roberta Sá (part. Chico Buarque) – Se For Pra Mentir (2015)
Benito di Paula – Além de Tudo (1974)
Alcione – Sufoco (1978)
Emílio Santiago – Verdade Chinesa (1990)
Gal Costa – Quando Você Olha Pra Ela (2016)
Noriel Vilela – 16 Toneladas (Sixteen Tons) (1971)
Adoniran Barbosa – Samba do Arnesto (1975)
Moyseis Marques – Nomes de Favela (2007)
Maria Bethânia – Ilumina (1992)
Cartola – Preciso me Encontrar (1976)
Beth Carvalho – Maior é Deus (1973)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer Ouvir no Spotify