Tropicalidades

A lista de hoje fala um pouco de como o tropicalismo mudou pra sempre a música brasileira.

ATUALIZAÇÃO: no vídeo falei que tinha “O Que é Que Essa Nega Quer”, do Luiz Caldas, mas mudei pra “Haja Amor”, que é mais emblemática na carreira dele e que traz mais daquela mistura caribenha que eu citei no vídeo.

Duas coisas importantes que eu esqueci de comentar no vídeo. Primeiro: óbvio que isso aqui não tem a MENOR pretensão de ser um estudo sobre a Tropicália e/ou sobre o que ela influenciou e influencia a música brasileira até hoje. Mesmo fazendo a coisa em ordem cronológica, a música brasileira é muito diversa, então sempre existiram várias linhas do tempo andando ao mesmo tempo; o que eu fiz aqui foi “costurar” músicas entre algumas dessas linhas do tempo pra dar uma unidade na playlist. Além do mais, é só a minha visão.

E segundo que 50 músicas é música pra caramba! Se você quiser experimentar ouvir tudo, do começo ao fim, vou adorar (e querer saber o que você achou). Mas se quiser deixar no shuffle, quem sou eu pra recriminar? Também experimentei começar por determinada década e achei legal.

No mais, é isso. Tem Caetano Veloso três vezes: em 1967, em 1987 e em 2007 – intervalos de 20 anos e uma última música que foge completamente da coisa festa/solar, mas que, há 12 anos, é um dedo na ferida e traz uma clareza em discussões que nem estavam na “pauta” daquele ano que impressiona. E fala muito sobre o ser brasileiro!

Meu Deus, tem vídeo e textão! Mas são 50 músicas, né? E 50 músicas é música pra caramba!

O que tem?

Caetano Veloso – Tropicália (1967)
Os Mutantes – Bat Macumba (1968)
Gal Costa – Tuareg (1969)
Tim Maia – Coroné Antônio Bento (1970)
Tom Zé – Jimmy Renda-se (1971)
Gilberto Gil – Back in Bahia (1972)
Novos Baianos – Os “Pingo” da Chuva (1973)
Secos & Molhados – O Vira (1973)
Alypyo Martins – Piranha (1974)
Emílio Santiago – Bananeira (1975)
Jorge Mautner – Samba Jambo (1975)
Jorge Ben Jor – Taj Mahal (1976)
Fafá de Belém – Emoriô (1977)
A Cor do Som – Beleza Pura (1979)
Rita Lee – Baila Comigo (1980)
Pepeu Gomes – Masculino e Feminino (1983)
Lulu Santos – Tudo Azul (1984)
Os Paralamas do Sucesso – Alagados (1986)
Caetano Veloso (part. Luiz Melodia) – “Vamo” Comer (1987)
Trio Elétrico Dodô e Osmar – Depois que o Ilê Passar (1987)
Luiz Caldas – Haja Amor (1987)
Margareth Menezes – Uma História de Ifá (1988)
Moraes Moreira e Pepeu Gomes – Eu Também Quero Beijar (ao vivo) (1991)
Daniela Mercury – Você Não Entende Nada / Cotidiano (1992)
Olodum – Alegria Geral (1993)
Chico César – Pedra de Responsa (1996)
Chico Science & Nação Zumbi – Maracatu Atômico (1996)
O Rappa – Vapor Barato (1996)
Pedro Luís & A Parede – Caio no Suingue (1997)
Adriana Calcanhotto – Vamos Comer Caetano (1998)
Lenine – Jack Soul Brasileiro (1999)
Cássia Eller – Aprendiz de Feiticeiro (1999)
Clube do Balanço – Saudade de Jackson do Pandeiro (2001)
Fernanda Porto – Sambassim (2002)
Los Hermanos – Samba a Dois (2003)
Eddie – Pode Me Chamar (2003)
Marisa Monte (part. David Byrne) – Statue of Liberty (2006)
Caetano Veloso – O Herói (2007)
Otto – Crua (2009)
Criolo – Bogotá (2011)
Trupe Chá de Boldo (part. Gustavo Ruiz) – Na Garrafa (2012)
Felipe Cordeiro – Problema Seu (2013)
Dona Onete – Jamburana (2013)
Academia da Berlinda – Dorival (2016)
Céu – Minhas Bics (2016)
Silva – A Cor é Rosa (2018)
Illy – Afrouxa (2018)
Elza Soares (part. Ilú Obá de Min) – Banho (2018)
ÀTTØØXXÁ – Toda Sexta-Feira (2019)
BaianaSystem – Bola de Cristal (2019)

Toca aqui:

Ouvir na Deezer   Ouvir no Spotify   Ver no YouTube

P.S.: já tem alguns clipes brasileiros a partir dos anos 90 (MTV 💙), com poucas exceções nos anos 80.

Anúncios