Força

Mais que dia dos namorados, 12 de junho é aniversário de uma das pessoas mais singulares que já apareceram nesse mundo: a Juliana, minha irmã.

Até tinha pensado em fazer uma “Playlist pra Juliana”, como fiz pra minha mãe, mas nada mais Juliana que as playlists que ela mesma faz.

Escolhi duas versões da noite que tenho ouvido muito: “suave é a noite” e “feroz é a noite”. Pra mim, as duas têm muito a ver com ela. A dubiedade geminiana no suave/feroz, as letras fantásticas e uma mistura que só alguém com a sensibilidade dela seria capaz de imaginar.

Sensibilidade é uma das definições da Juliana. Talvez por isso poeta e, agora, também taróloga.

Sou influenciado há anos por essa pessoa que nasceu sete anos depois de mim. No gosto musical, na visão do mundo, na relação com a vida – nas coisas materiais e espirituais – etc etc etc.

Obrigado por fazer do nosso mundo um lugar mais simples e mais complexo ao mesmo tempo. Por ser assim, suave e feroz, tão você. 😉

O que têm nas playlists?

suave é a noite (até 12/06/2016)
Frédéric Chopin, Luis Fernando Perez – Nocturne en mi bémol majeur opus 9 nº2: Ballade en Sol Mineur No.1 (2010)
Blur – Tender (1999)
Caetano Veloso – Da Maior Importância (1975)
Audrey Hepburn – Moon River (from Breakfast at Tiffany’s) (1961)
Camila Morgado – Soneto da Felicidade (2005)
Verônica Sabino – Canção II (2014)
Nina Simone – The Look Of Love (1967)
Luiz Melodia – Pérola Negra (1973)
Maurice Ravel, Tonhalle Orchester Zürich – Boléro, M.81 (Live at Tonhalle Z:urich, Switzerland) (2015)
Os Paralamas do Sucesso – Busca Vida (1996)
Marisa Monte (part. Rodrigo Amarante e Devendra Banhart) – Nu Com a Minha Música (2011/2016)
Maria Bethânia – Soneto do Amor Total (2005)
Laurent Filipe – De Fado Marcado (2013)

Toca aqui:

Ouvir no Spotify


feroz é a noite (até 12/06/2016)
Maria Bethânia e Cleonice Berardinelli – Dois Excertos de Odes (Ode à Noite) (2014)
Pink Floyd – Speak To Me (1973)
Caetano Veloso – Cajuina (1979)
Céu – Retrovisor (2012)
Tom Zé – A Noite do Meu Bem (1973)
Mavambo Trio – Iansã (2015)
Maria Bethânia e Cleonice Berardinelli – Coroai-me de Rosas / Quer Pouco: Terás Tudo (2014)
Maria Bethânia – Ponto (1972)
Paulinho da Viola – Roendo as Unhas (1973)
Marisa Monte – Pernambucobucolismo (2006)
Gal Costa – Vapor Barato (ao vivo) (1971)
Luiz Melodia – Abundantemente Morte (1973)
Jorge Mautner – Estrela da Noite (1972)
Laurent Filipe – Tabacaria (2008)
Nelson Cavaquinho – Juízo Final (1973)

Toca aqui:

Ouvir no Spotify

Anúncios