Resistência 1964-1985

O que é?
Em 2014, ano em que o golpe de 64 completava 50 anos, a Folha fez uma enquete com 26 artistas e intelectuais para escolher as 40 músicas mais emblemáticas do período da ditadura militar no Brasil. Dessas 40 músicas, fiz uma playlist com 20.

Como em toda lista desse tipo, é fácil apontar outras composições importantes que ficaram de fora – no meu caso, que nem vivi o período – tinha três anos em 1985 -, a lista poderia ter pelo menos “Rockixe” (Raul Seixas e Paulo Coelho), “É Preciso Dar Um Jeito, Meu Amigo” (Roberto Carlos, Erasmo Carlos), “Não Chore Mais” (Gilberto Gil) ou alguma faixa do “Construção” (“Deus Lhe Pague”, “Cordão” ou Samba de Orly”). Mas, entre as 40 músicas escolhidas, tem vários clássicos da MPB que são bons de se ouvir sempre!

Veja quem votou e saiba mais sobre a enquete da Folha

O que toca?
MPB

Cheia de manias?
Com exceção de “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”, que é praticamente um hino da resistência à ditadura militar – e que não dava pra não ser a primeira -, as outras músicas aparecem em ordem cronológica. Dá pra perceber tanto o aumento da tensão nas letras escritas depois de 1968 quanto o otimismo pós-anistia.

E o que tem?
Geraldo Vandré – Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores
Geraldo Vandré, 1968 – 18 votos

Nara Leão – Opinião
Zé Keti, 1964 – 8 votos

Jair Rodrigues – Disparada
Téo de Barros e Geraldo Vandré, 1966 – 3 votos

Elis Regina – Upa, Neguinho
Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri, 1966 – 2 votos

Caetano Veloso – Alegria, Alegria
Caetano Veloso, 1967 – 4 votos

Chico Buarque e MPB4 – Roda Viva
Chico Buarque, 1967 – 4 votos

Edu Lobo e Marília Medalha – Ponteio
Edu Lobo e Capinam, 1967 – 2 votos

Marcos Valle – Viola Enluarada
Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, 1968 – 4 votos

Caetano Veloso e Os Mutantes – É Proibido Proibir
Caetano Veloso, 1968 – 3 votos

Gal Costa – Divino, Maravilhoso
Gilberto Gil e Caetano Veloso, 1968 – 2 votos

Milton Nascimento – Menino
Ronaldo Bastos e Milton Nascimento. Composta em 1968, foi proibida pela censura e só foi gravada em 1976 – 2 votos

Paulinho da Viola – Sinal Fechado
Paulinho da Viola, 1969 – 5 votos

Chico Buarque – Apesar de Você
Chico Buarque, 1970 – 17 votos

Maria Bethânia – Cálice*
Gilberto Gil e Chico Buarque, 1973 – 10 votos

Chico Buarque – Acorda, Amor
Leonel Paiva, Julinho da Adelaide (Chico Buarque), 1974 – 2 votos

Doces Bárbaros – Fé Cega, Faca Amolada
Milton Nascimento e Ronaldo Bastos, 1975 – 2 votos

Chico Buarque – Meu Caro Amigo
Chico Buarque e Francis Hime, 1976 – 2 votos

Elis Regina – O Bêbado e a Equilibrista
João Bosco e Aldir Blanc, 1979 – 8 votos

Simone – Tô Voltando
Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro, 1979 – 3 votos

Chico Buarque – Vai Passar
Chico Buarque, 1984 – 7 votos

* Com MPB4 (1979) na versão para Spotify

Toca aqui:

Ouvir na Deezer Ouvir versão para Spotify

Veja a lista completa

Foto da Passeata dos Cem Mil (1968): Kaoru/CPDoc

Anúncios